Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MãeTástica

Tenho 2 filhos com 1 ano de diferença entre eles. Sou mãe, dona de casa e neste cantinho conto as peripécias reais de uma família normal. Entrem comigo nesta aventura

MãeTástica

Tenho 2 filhos com 1 ano de diferença entre eles. Sou mãe, dona de casa e neste cantinho conto as peripécias reais de uma família normal. Entrem comigo nesta aventura

#elenão #elenunca

Sou contra, sou contra e preciso enumerar as razões? Não, não o vou fazer. Bolsonaro nunca!

transferir.jpeg

(Imagem retirada daqui)

 

Imaginem que isto acontecia em Portugal e vejam o desespero daquelas pessoas se aquela coisa ( sim, era impossivel chamae ser-humano, homem..áquela coisa)subir ao poder. Imaginem o nosso desespero num país sem liberdade, sem os direitos que tanto tempo levam a conquistar. E se levam...a justiça é lenta mas mais vale tarde que nunca certo? Imaginem não haver justiça.

Se bem que ás vezes penso que retroceder para o tempo da pena de morte em Portugal não era mau pensado!

#elenão.

Eu vou começar e vamos ver quantos comentários, quantos #elenão andam aí.

Pérolas #5

Rodrigo: Vamos brincar de mães e médicos. Sou o Doutor e tu és a mãe da Lili.

Matilde: Anda Lili vamos ao doutor tratar do teu doidoi.

Chegam ao consultório(presumo eu)

Rodrigo: Olá Mãe da Lili. O que é que ela tem?

Matilde: Sei lá, tu é que és o médico. Vê a barriga e os ouvidos que eu vou beber café. 😂😂

Não sei onde é que ela foi buscar isto, mas nunca a abandonei no doutor para ir beber café. Vou ter pena dos meus netos.

A EDUCAÇÃO É DA RESPONSABILIDADE DOS PAIS

Ao ler este post da querida Maribel fiquei super revoltada.. A imagem nao poderia ser mais acertada. Tanto que isto seria a resposta ao post dela mas era tão comprida que será um post meu.

O mais importante e que devia de estar em maiúsculas. "A EDUCAÇÃO É DA RESPONSABILIDADE DOS PAIS".
E educar não é deixá-los das 7:30 ás 19:30 na escola e esperar que eles sejam crianças felizes e com valores. Esses pais têm sorte se o filho for bem educado, pois o que aprendem é só nas escolas.. os professores e educadores não podem ser responsabilizados pela educação das crianças mas por vezes, se não forem eles a guiar estas crianças, não há ninguém que o faça. E não me venham dizer que no fim de semana os pais têm mais tempo para eles. É mentira. Durante a semana têm tempo para lhes dar banho (se tomarem) jantar e pô-los na cama. No fim de semana se for preciso vão ter com avós e nada de tempo de qualidade com as crianças. Obviamente que não estou a falar dos pais que não têm mesmo hipóteses de contornar a situação, mas ir levar os miúdos á escola, ir para a praia e só ir buscar os miúdos á última hora permitida.. não meus senhores! Mil vezes não.

Precisamos de pais mais presentes, de pessoas mais apoiadas. Portugal não ajuda, mães e pais com filhos pequenos não têm apoios de nada, a entidade patronal prefere explorar horários e turnos e objectivos a ter uma política mais humana. E isso entristece-ne e deixa-me com um pouquinho de raiva.

Moro em frente a uma escola primária e ás 7:30 da manhã já estão a entregar crianças á porta da escola. E muitas dessas crianças só saem ás 19h30. Estou a falar numa escola PRIMÁRIA. Crianças todas com menos de 10 anos. Muitos são da 1a classe, da pré. Da pré... Com 3/4/5 anos. 

Sei que quando a Matilde entrar na escola eu vou tentar arranjar um trabalho. E sei que vou andar muito tempo á procura. E se calhar nem existe o que eu quero. Mas recuso-me, RECUSO-ME a fazer isto aos meus filhos. Preciso deles e eles precisam de mim. Precisamos de estar juntos, de criar uma ligação saudável. Quero um trabalho com folga de fins de semana, horário das 9h00 as 17h00 no máximo. Sem turnos, sem folgas rotativas, se for preciso sem hora de almoço. Mas que me dê tempo para ir buscar os miúdos a escola, que eu posso estar com eles no final do dia, com tempo para fazer os trabalhos de casa, conviver. 

E para os pais que vão depois gritar com os professores, e para os miúdos que desrespeitam os adultos, lembrem-se que as nossas mães ficavam conosco em casa, que na maioria das vezes as nossas avós cuidavam de nós e nós estávamos acompanhados, sabíamos que o adulto é uma figura de autoridade que devemos respeitar e quem nos ensinou isso? Os nossos pais ou avós, o convívio com a nossa família, não aprendemos essas bases na escola. 

"Ah, os tempos mudaram, os pais têm que trabalhar" pois têm, têm que trabalhar, não têm que ser escravos do próprio emprego. Estão a esquecer-se do mais importante, do amor e da educação dos nossos pequenos.  Fazemos revoluções por tanta coisa... Porque não revoltarmo-nos sobre este assunto? É que quem vai pagar esta fatura mais alta somos nós. Porque quando os nossos filhos forem adultos vamos ver onde errámos e se calhar foi naqueles dias em que os depositávamos 12h numa escola primária.

Isto será um alerta para todos, sei que há pessoas que não podem mesmo, não têm ajuda de ninguém, não têm mesmo outra opção. Mas também só se vai sentir ofendido se a carapuça servir, e se não pensarem nas crianças que estamos a criar.. a próxima geração de abandonados. Ou na escola, ou em frente a um tablet.....

Acho que já chega... Mas isto revolta-me e agora que descarreguei a raiva já me sinto mais aliviada.

Estar na moda

Não sou aquela pessoa que anda sempre á procura das novas tendências. Estar na moda para mim tem vários significados. Entre seguir estilos super inovadores, ter o último topo de gama de telemóvel com 5 câmaras e 30 maneiras de bloquear e desbloquear, usar o último grito da moda no que toca aos trapinhos que metemos em cima. As comidas que estão na moda também dão que falar. E começo a perceber que eu ando beeeem desactualizada.

Devo ter sido a última pessoa da família e de todos os meus amigos a ter um smartphone. E sinto tantas saudades das teclas...

Adoro a música dos 80's 90's.

O meu guarda roupa passa por t-shirts e 2 blusas mais bonitas 2 calças de ganga, uns calções e 2 pares de ténis. SÓ. Tenho um casaco para o frio.

Sushi? Açaí? Sementes de papoila? Quinoa? Tapioca? Smooties? Whaaat?

Já agora, smooties são simplesmente batidos pessoal.. batidos.

Qué feito do belo frango assado no forno com arroz e batata e aquele molho divinal?

Dum esparguete com almôndegas?

Do bacalhau cozido com grão? 

Não deve ser nesta vida que eu vou provar essas coisas todas chiques que todos comem. E eu gosto muito do básico e bem feito.

Exercício físico, tonificar, alisar, botox e maminhas? Faço o meu yoga sim. Medito porque me sinto super bem. Mas mesmo antes da moda aparecer. 1995 e eu já me sentava na natureza de olhos fechados a respirar e a sentir o mundo e a respiração. Agora os exageros de hoje em dia....not! 

Pronto, tantos exemplos que eu tinha pra dar que não acabava mais. Mas tenho filhos. Miúdos na escola que estão agora a começar a absorver modas. E tenho que tentar acompanhar o mundo senão vou ser uma velha chata e rabugenta em que os meus filhos me chamam cota e eu não sei nada do novo mundo.

Aprendi a semana passada o que são zomlings... E acreditem que queria voltar atrás no tempo. E no meu resumo, zomlings são bonequinhos para pôr na ponta do lápis na escola, como os que saiam nas batatas fritas. Tipo Matutolas mas em borracha.

A miúda tem umas músicas super preferidas, que me dão um ataque de coração quando as ouco... Uma diz "Eu to bem, você tá bem não sei quê mafiosa mafiosa" e a outra " todo mundo para a esquerda, todo mundo pra direita.. mexe o bumbum" MEXE O BUMBUM?? Dou com ela a brincar sozinha e a cantarolar estas coisas. Quais Caricas do ano passado? Musicas do alfa e músicas infantis.. ADEUS e que fiquem bem no vosso CD porque nunca mais vão ser ouvidas.

Com 3 anos a miúda só quer é músicas com boas batidas pra abanar o capacete. O meu filho com 4 anos ouviu uma música "cheguei" e cantou tudo do princípio ao fim. Onde é que eu estava para ele aprender aquilo sozinho?

Sei que a letra pra eles ainda não é nada de preocupante, eles não associam a nada. Eu também sabia umas bem estranhas e agora quando as ouço sei que na altura só gostava mesmo era de cantar e dançar. Sabia lá que o "Tchan" ou o "Bixo" tinham conotação menos próprios para a minha idade? Queria era cantar alto e em plenos pulmões porque sabia a letra toda.

Em termos musicais já vi que não têm remédio. Ouvem as minhas preferidas também e cantam, mas gostam mesmo das músicas da moda. 

Em estilo de roupa...ainda sou eu que escolho. Tanto que hoje ela saiu pra rua assim: 

IMG_20180928_091114_HDR.jpg

 Gira tá? O paninho na cabeça ainda era meu. 

IMG_20180928_084345_HDR.jpg

 Enquanto for eu a escolher a roupa a coisa não fica muito má. É o que se tem. Mas quando forem eles...

To a imaginar a minha filha com a barriga á mostra, as bochechas do rabo a verem-se, daqui a uns 13 anos já devem de andar de mamilos de fora quem sabe?

Ele com cabelo só de um lado e de várias cores, com uma música bem parva em alto e bom som enquanto espera pelos amigos... a falar um "mékié sócio, curtes a dama que passou aqui com ganda rabo??"

(Ouvi isto duns miudinhos do 6 ano a falar entre eles.) Acho que precisam de aprender a falar melhor, e respeito pelas meninas, só acho!

Não estou na moda, mas se eles começarem a andar na moda eu atiro-me duma ponte. E se falarem assim eu faço questão de me atirar dum avião sem paraquedas. O mundo já está perdido, não preciso de seguir modas pra saber que vai de mal a pior.

Sem redes sociais e um blog

 

Eu não tenho redes sociais. Não uso. Se por acaso eu quisesse expandir o meu vasto conhecimento a mais pessoas eu fazia um Facebook, um Instagram ou qualquer coisa que agora se use porque eu sinceramente não conheço. Até já pensei em fazer, apenas para divulgar o blog e mais pessoas o conhecerem. 

Se isso me prejudica? É capaz, porque queria que mais pessoas lessem o que escrevo. Porque gosto de responder a perguntas, de atender a pedidos. 

Como me sinto com 2 visualizações por dia? Bem.

E com 50 (na loucura)? Bem

E com 0? Aí fico meio triste, penso em desistir de tudo. Só que não!

Gosto de escrever, este espaço serve para me divertir e para me distrair..se chegar a muitas pessoas, óptimo. Se chegar a poucas, óptimo também. Até porque se não é divulgado, não pode ser conhecido certo?

Nestes poucos meses de escrita já conheci bastantes pessoas muito simpáticas. Já li opiniões sobre imensa coisas, já me ri, já chorei. E é isto que a blogosfera promove, a partilha. 

Se acham que eu sou uma rapariga digna de uma partilha nas redes, estejam á vontade. Se acham que um comentário pode acrescentar algo ao que escrevo, comentem. Se não acrescentar comentem também. O que eu quero é que se sintam bem quando me visitam e que tenham gosto em conhecer o que aqui vou escrevendo.

A única rede social que tenho é o meu blog, e esta relação que tenho com ele é assim de um amor grande. Adoro vir aqui, partilhar as peripécias daqui de casa, partilhar momentos, dar opiniões.

Vejo pessoas com blogs de 10 anos, de 7, cheios de artigos para ler e viajar.Quero um assim.

Tento vir todos os dias um pouquinho e cada vez gosto mais de andar aqui a passear pelo SAPO. 

Já tive 2 destaques, tenho 80 posts, 130 comentarios. E sabe tão bem ver este cantinho a crescer. E que cresça muito mais, devagarinho como o caracol. E que eu continue a escrever parvoíces, que nunca acabe. 

E sejam sempre bem-vindos, sintam-se em casa. Mi casa su casa

Como organizar o nosso dia

O nosso dia chega a ser esmagador com tantas coisas em que pensar e o tanto que temos para fazer. Um dia tem 24h mas lá no fundo em alguma altura da vida já todos pensámos que queríamos um dia com mais umas horinhas extra.

fg.jpg

 (imagem retirada do google)

 

O problema também pode ser perguicite aguda e isso já é mais difícil de resolver mas agora parece que queremos fazer mais do nosso dia, andamos numa onda mais zen e queremos aprender a aproveitar mais do nosso tempo para não nos sentirmos "misgalhados" como diz o Kiko.

Então vamos ao que importa. Só dizer que as ideias não estão por ordem cronológica e o que se pode retirar daqui é que o que funciona para uns pode não fazer efeito para outros, mas podem sempre tirar umas ideias para se sentirem menos "tenho tanto para fazer e tão pouco tempo"

Organizar, organizar e organizar.

O melhor que se pode fazer e que vai ajudar no dia seguinte a não nos sentirmos perdidos é, antes de dormir fazer uma lista de coisas que têm para fazer ao longo do dia seguinte. Mas sejam realistas, o dia só tem 24 horas certo? O truque é pesar os assuntos numa balança imaginária. Será mesmo importante? Preciso mesmo de comprar batatas? Tenho mesmo que revelar as fotografias amanha ou esta semana? Tenho tempo ou pode ficar para outro dia? Mas não me posso esquecer de levar a autorização do passeio do filho ou de passar na loja para trocar aquela peça de roupa.

Não façam uma lista com coisas irrealistas. O truque é escrever 3 coisas super importantes para fazer amanhã e 2 no espaço "se tiver tempo".

Importante também é começar a separar por blocos os nossos afazeres. Com o método GTD "get things done" aprendi que se eu recebo uma tarefa tenho que pensar nela. Demora mais do que 5 minutos? É para fazer a longo prazo ou tem uma data definida? Importante ou não?  Assim posso separar por categorias. Se demorar menos que 5 minutos tento fazer no preciso momento e assim não entra na lista, depois é só encaixar as tarefas nos locais certos e ir cumprindo o que nos é proposto

 

Focar

Deve-mo-nos focar nas actividades que estamos a fazer para absorver o melhor do momento. Se a nossa tarefa é dobrar a roupa, vamos estar a dobrar roupa. Não vale estar nas redes sociais por exemplo, senão em vez de nos focarmos na tarefa e ela demorar 30 minutos, vai demorar o dobro do tempo e provavelmente não a acabamos porque temos outras coisas para fazer. 

 

Usar um timer

Utilizo a técnica dos 30 minutos. Para quem não conhece podem procurar por Pomodoro Technique. Eu adaptei ao que eu preciso no meu dia a dia então tiro 30 minutos de manhã á tarde e á noite e nesse tempo faço o máximo que consigo. A.queles 30 minutos servem para arrumar coisas fora do sitio, limpar a casa de banho, ir arrumar a cozinha....e claro, nunca esquecendo o principio de cima, temos que nos focar no tempo gasto.

 

Desligar e priorizar

Desligar-mo-nos um pouco das coisas que nos fazem " perder tempo". Sim, podemos tirar um momento do dia para ver e responder a emails, ir ver se o tio ou a prima estão felizes nas suas férias ás Caraíbas, ver o que a amiga fez com os filhos no fim de semana...mas não façam isso logo pela manhã. Desliguem-se um pouco.

Comecem logo o dia com algo que melhore o vosso bem estar. Seja meditar, seja beber um chá, seja apenas estar a janela a ver o sol e ouvir os passarinhos, aproveitem para preparar um pequeno almoço mais reforçado. Aquele tempo perdido de manhã das pessoas que assim que acordam pegam no telemóvel para cuscar redes sociais é um tempo morto para nós e para o nosso querido cérebro. Acordem-no com coisas mais felizes. Podem tirar um bocadinho da vossa pausa para fazer essas coisas menos " interessantes".

No meio deste assunto da produtividade, aceitem que o dia não estica e que não conseguem fazer tudo. Esqueçam a culpa. Façam mesmo o que é mais importante. Priorizar meus filhos, priorizar! Nos momentos de espera na fila do banco, quando estamos á espera que os miúdos saiam da escola, tentem por exemplo ver os tais emails, ir cuscar o facebook ou ler os meus posts :)

 

Fazer escolhas. 

Tenham na vida apenas o que vos fizer felizes ou que dê alegria e brilho ás vossas vidas.

Aqui falo do método kon mari. Para quem não conhece é sobre uma senhora japonesa que na sua filosofia de vida, diz que só precisamos de ter o que realmente nos faz falta. O truque é destralhar, destralhar a casa, destralhar a cabeça. Se precisamos muito, se adoramos, a peça fica, se a tal peça nos suscita dúvidas..adios. E assim começar também a pensar em compras mais responsáveis, sem comprar por impulso.

Isto também se pode aplicar a pessoas, tenham na vossa vida apenas aqueles que precisam. 

 

Horários

Em aplicações ou em papel tanto faz. Um horário definido para o nosso dia a dia faz com que tenhamos a sensação de controlo sobre o tempo. Para quem é uma control freak como eu, ajuda muito não termos um mini ataque de coração e não nos obrigue a fazer flick flacks durante o dia. Uma boa maneira de começar a fazer um horário é pela noite. A que horas é que me deito para acordar no dia seguinte e saber que dormi o suficiente? Sabendo que temos que dormir pelo menos 7-8 horas é fácil ver que, se acordo ás 7h o ideal era ir dormir ás 23h. Depois comecem por ai. Querem 1h para se arranjarem antes de ir trabalhar? Precisam de mais ou de menos?

O próximo passo é encaixar os horários das refeições, importantissimo. Depois o horário de trabalho.

No fim do dia é importante ter 30 min ou 1h só para nós.

Como sabem eu tenho o meu colado no frigorífico para ir vendo o que se vai passar a seguir e para encaixar as minhas tarefas no sitio certo e não atafulhar com coisas menos importantes.

 

Espero que com isto possam viver as 24h do dia com um bocadinho de menos stress. 

Claro que nem todos os dias correm bem, há dias que, mesmo eu, sinto que não consegui fazer tudo o que queria mas sabem uma coisa? Guilty free pessoal. Não fiz hoje, posso fazer amanhã. 

Muita calma e mais amor!

 

 

As manhãs do Fim-de-semana

Numa manhã qualquer, abro a janela e entra o ar fresco da manhã. Os raios de sol entram-me pela cara e respiro fundo. É tempo de fazer o meu yoga matinal, e depois um pequeno almoço magro, natural, cheio de fibras...só que não!

A minha manhã nem se pode chamar manhã, é um "das 7h ao 12h" que passa a voar.

6:30-6:45 • Já tenho um a saltar-me na cama e eu a tentar abrir os olhos. Normalmente é um "Mãe, bom dia! Quero leite!" Eu grunho, olho pró relógio e dá-me um mini enfarte. Again... Toca de me levantar a rastejar enquanto já tenho duas pipocas saltitantes pela casa.

(desculpe vizinha de baixo)

Rastejo até á casa de banho e acordo, se eles tiverem sossegadinhos ainda consigo tomar banho, eles já acendem a TV e metem no canal que querem com o som baixinho. Senão faço a higiene normal, certifico-me que lavo bem a cara pra acordar 😁 e lá vou eu pró meu dia. 

7:15 •Vamos todos prá cozinha. Ela ajuda a por o leite, ele mete a aquecer sempre com ajuda quase mínima. Depois normalmente variam entre uma maçã cortada aos bocadinhos, ovos mexidos, sumo natural..mas o básico é uns cereais, eles gostam. Pedem muitas vezes tesouros de natal. Uma maneira minha de fazer rabanadas. Mas já sabem agora que podem comer ao domingo de manhã. Eles comem, eu faço o meu leite com chocolate e junto-me a eles a programar (sonhar) o que vamos fazer. Enquanto eles comem, eu como e também repito 256 vezes pra não arrastarem cadeiras, sentarem-se direitos e pararem de brincar com a comida e ainda lavo a loiça, arrumo a cozinha e dou comida às porquinhas. Eles lavam o que usaram no pequeno almoço e vamos ver bonecos os 3.

8:00 • Vamos ver um ou dois episódios de bonecos os 3 sentados no sofá. A esta hora ligo ao marido pra ver como lhe está a correr o dia e pra dizermos bom dia ao pai. Vemos o Futebol de Rua, a Ladybug, o Poly, a Irmã do Meio... Vamos escolhendo por aí.

8:30- Eu deixo-os a ver depois mais um episódio de alguma coisa de 15 minutos ou um bocadinho de Zig Zag e vou escolher a roupa pra eles. Ela vem sempre atrás de mim a pular com aqueles mini pezinhos com sensibilidade de tractor agricola e eu tenho que a avisar mais 37 vezes pra não pular porque a vizinha de baixo ouve o terramoto.. e pra não pular da cama etc..a miúda tem picos nas meias, nunca tá quieta. (Desculpe vizinha de baixo) Ela escolhe a roupa dela toda. Desde roupa interior a casaco e acessórios. Muitas vezes tenho que intervir nas escolhas. Se for á rua eu ajudo a escolher mas se não for ela chega a vestir calções com flores, t-shirt com bolas cor de rosa meias de lã cor de rosa ás riscas. Juro que é real não encontro a foto que lhe tirei. Eles vestem-se quase sozinhos e a ver bonecos e eu vou vestir-me, lavar os dentes e dar um jeito á sala. Enquanto limpo, eles vestem-se, e imitam os bonecos que estão a ver. Depois vamos fazer todos fazer a cama e arrumar os bonecos e ajudam a puxar as orelhas á cama da mãe.  

9:00• Hora de desligar a TV. Lavar os dentes, a cara, pentear e ir brincar com os brinquedos. Pintar, brincar com animais, fazer filas de carros,fazer comida. Eles normalmente vão para fazer Legos ou construir coisas com as ferramentas, ou para os brinquedos com pilhas ( cães, pianos, Robôs, metem tudo a tocar ao mesmo tempo.)a sério?? Acho que estes miúdos têm uma habilidade para inventar brincadeiras mirabolantes. Eram uma banda.

Eu ando a limpar a casa de banho, meto uma maquina de roupa a lavar, limpo as minhas porquinhas da Índia e vou andando por ali a fazer as coisas habituais, arrumar roupa. Tenho aproveitado também para ler um bocadinho do livro de código ou fazer uns testes.

10:00• A esta hora saímos de casa. Vamos ver os peixinhos, ou ao parque , ou simplesmente dar uma volta. Levo bolachas comigo, alguma peça de fruta e eles têm dias que pedem um garoto para terem um café igual ao da mãe.estamos 1h na rua a passear,a fazer as compras, no parque infantil.

 

11:00 - 11h30 Ir para casa, e começar a fazer o almoço. Eles normalmente querem actividades então ficam na mesa da cozinha comigo e cortam papeis pequeninos, ajudam no almoço, discutem mais umas 341 vezes mais ou menos assim

R - Estás a cortar mal.

M - Não estou não, estou a fazer uma bola.

R - A Matilde esta a cortar mal, as bolas não são assim!

M - O mano não me deixa, eu gosto assim (e manda a lingua de fora)

R - Mãaaaeeee a Tidi está a gozar comigo

M - Não estou não, é o Rodrigo.

R - Na não é ela, é mentirosa.

M - Maaaeeeee ele esta a chamar eu mentirosa

R - Ela é que começou

M - Nãaaaao, foi ele tás a ver!

E começa tudo de novo tipo bola de neve até eu ter mesmo de intervir no assunto.

 

Ufa, já estou cansada e ainda vou a meio da confecção do almoço..

 

Como vêm a minha manhã de fim de semana é um espectáculo.Aquelas manhãs maravilhosas que dormimos até mais tarde, que tomamos um pequeno almoço na cama, que temos tempo para tudo e que tirar o pijama é só uma opção....só que não.

Só queria uma daquelas manhãs de fim de semana antes de Dezembro de 2013.

Meu Aniversário

Lá fiquei um ano mais velha.. o ultimo dos "intes". Depois entro nos "intas"

Os meus filhos acordaram-me com um delicioso "parabéns" e muitos beijinhos, o meu maridão acordou e disse "estás velha". Obrigada meu amor por teres uma sensibilidade de tractor, sei que no meio desses teus comentários, lá bem no fundo não consegues viver sem mim.

Preparámos tudo para sair de casa  e seguir viagem, como prenda de aniversário pedi para irmos visitar a a minha família á terra. Tinha ido no principio do mês mas é sempre uma boa altura para ir. ADORAMOS a paz e o sossego do sitio.

Tomar banho, dar banho aos pequenos, tomar o pequeno almoço e preparar a mala para sair.

Levo uma mochila sempre com algumas coisas para eles se distraírem dentro do carro, brinquedos que eles gostam, água e bolachinhas para o caso de uma fome repentina " que nunca acontece". No porta luvas tenho um caderno A5 para cada um e um lápis de carvão, eles vão a desenhar no caminho até se cansarem, depois cantamos e dançamos. Durante a viagem de 1h15 mais ou menos, eles perguntam 20 vezes se já chegámos, se vai demorar, ameaçam que vão dormir, ainda têm umas 3 discussões, deixam cair o lápis 3 vezes..mas corre sempre bem.

Chegámos e preparámos o almoço, a Tia que eu gosto muito estava já á nossa espera. O meu pai e a minha mãedrasta já lá estavam. Almoçámos todos juntos a contar as nossas histórias da vida. Os meus filhos comeram tudo até ao fim e sem muita insistência da minha parte. A Tia diz que o ar dali abre o apetite :D

Depois do almoço e da Tia nos encher de frutas e gelatina e mais frutas da horta e mais uns figos e melão e salada de frutas e bolinhos, quando achamos que já está tudo a rebentar vamos lavar a loiça do almoço e vamos beber um cafézinho. Eles pedem sempre uma goma de minhoca. eu, redonda e quase a sentir que vou rebolar bebo o meu café e desaperto sempre o botão das calças. AHAHAH

No caminho para casa passamos pelo parque para eles desmoerem o almoço, 10 minutinhos a brincar no parque infantil. O resto da tarde é passada entre fotografias antigas, fotografias mais recentes, sentar no chão da rua a apanhar sol, corridas. A Tia já está velhinha, eles ficam ao pé dela a ouvir histórias e lengalengas, brincam imenso na rua, apanham flores, fazem camas para formigas

IMG_20180922_170729_HDR.jpg

 (fotografias do Rodrigo, foi a unica que se aproveitou. Eu, Matilde no meio a desenhar, vovó a ver e todas a apanhar sol)

Lanchamos, lá vem a tia com mais uma montanha de comida para a mesa. Cantamos os parabéns com um bolo de bolacha que levei feito da minha casa para não dar trabalho, se não levasse nada ela ia fazer um pão de ló ou ia comprar na loja. Enquanto o dia vai passando, primos e tias aparecem para dar um beijinho, é só entrar porque são sempre bem-vindos. A prima da frente comprou 2 pãezinhos para os miúdos porque eles adoram o pão de lá, a prima da rua de trás foi levar umas couves que tinha a mais, a tia da casa ao lado tinha 1 coelho para dar para o jantar.

Ainda recitei um poema que a tia tinha lá guardado, fizemos um teatro, ela fica tão feliz e eu faço-lhe esse miminho.

Já ao cair da tarde começamos a preparar-nos para vir embora. Beijos e abraços a todos. O meu primo entretanto saiu para trabalhar depois de comer o bolo de bolacha que ele gosta tanto.

 Dei um abraço bem apertado á Tia. Como eu gosto dela. Se pudesse ia mais vezes vê-la mas a vida não permite, os horários e a correria dos dias não permitem tais viagens. Mesmo curtas tornam-se grandes.

O dia correu bem, eu acabei o dia super feliz, eles acabaram o dia super cansados. Tão cansados que assim que entram no carro adormecem durante a viagem toda.

Na viagem comeram um chupa, a Tidi adormeceu com o chupa na boca e babou o vestido todo.

No Domingo o meu pequenino lembrou-se que eu não tinha nenhuma prenda e eu disse que a prenda tinha sido ir ver a Tia Matilde e estar com o avõ e com a avó. 

-Deixa-me ir ao senhor das flores.

-Está bem, quando formos á rua passas pelo senhor das flores.

 

-Bom dia sinhor, quero fulores pá mãe que fez anos ontem e é uma penda. Pode ser cudurosa e banca por favor.

 

IMG_20180924_080000_HDR.jpg

 Foi ou não foi um dia bonito? Escrevi porque apesar de detalhes que não preciso de mencionar, o importante está escrito e fica escrito e posso reviver este dia feliz sempre que quiser reler.

 

Precisava de molhar a franja

-Tidi vai lavar as mãos, tens as unhas com plasticina.

Fui arranjar a roupa para amanhã.. a miúda sabe lavar as mãos sozinha.

10 minutos depois..onde anda a Matilde?

IMG_20180923_185224_HDR.jpg

 -Estás a tomar banho no lavatório?

-Não mãe, estou só a lavar a franja.

Depois de arrumar a piscina que ela deixou na casa de banho eis que me deparo com....

IMG_20180923_185329_HDR.jpg

 Sabonete que andou na guerra, com manchas ainda de tinta e plasticina e agora uma dentada.

-Deste uma dentada no sabonete?

- Eu? Não mãe, ele caiu.

- E ficou com uma dentada?

-Caiu nos meus dentes..

E depois disto ficas só a pensar se o sabonete tem tendências suicidas..

Mãe, eu ajudo! (Quadro de tarefas para crianças em idade pré-escolar)

Já não é novidade que estou sempre a procurar novas maneiras de pôr os meus pinguins a ajudar cá por casa. E como tenho incutido estes hábitos e incentivado muito a que eles ajudem, normalmente já pedem para ajudar e para fazer sozinhos algumas tarefas que lhes compete. 

Ele têm regras, tarefas, e tudo bem organizado para eu não mergulhar no caos. Sou picuinhas e sei que por vezes posso exagerar, mas ajudar nunca fez mal a ninguém, e se moramos em família, ajudamos em familia. Claro que cada família tem a sua dinâmica e eu não tenho a fórmula secreta para nada. Mas vou-me vos falar no que andamos a utilizar agora. 

•Quadro de tarefas

Fiz em Excel, imprimi e plastifiquei mesmo no frigorífico.

15375540529241219019113.jpg

 

Este quadro está adaptado as idades entre os 3 e os 5 anos. Tem tarefas e alguns comportamentos que têm que ser reforçados cá por casa.

Está assim misturado para eles saberem que não há uma ordem de fazer as coisas, desde que fique feito. 

O rectângulo em branco serve para qualquer tarefa extra que apareça nessa semana. 

Se fizerem metem uma marca no dia correspondente, se não fizerem, não recebem marca. 

Entre muitos tem : 

Fazer a cama

Lavar os dentes (meti para perceberem se lavam todos os dias ou não, porque às vezes eles não querem lavar assim lavam todos os dias

Comer tudo

Dizer "por favor" e "obrigado" (serem educados)

Ser simpático (não gritarem e partilharem os dois)

Arrumar a mochila

Arrumar a roupa

Ajudar nas refeições

Ajudar com os animais..

Entre outros. Cada familia saberá o que melhor se pode encaixar nos rectângulos. Seja o que for, sempre adequado às idades.

O objectivo é terem 40 ou mais "certos" nas actividades no fim da semana. A Matilde quer um gelado, o Rodrigo quer escolher o filme e fazer tarde de cinema com pipocas na sala. 

1537554335779748581841.jpg

 

Sei que pode até parecer algum exagero, ainda usamos o métodos dos botões e o das palhinhas que irei falar mais a frente. Mas por agora este tem resultado e é o que vai ficar até esgotar os miúdos e mudar de método.

E por aí? Usam algum meio que ajude os mais pequenos nesta matéria? Dicas e sugestões são sempre bem vindas.

Dia 1 #tabaconuncamais

Tive 3 momentos de vontade assim moderada (comi bolachas) tive 1 de quase quase (fui embora da cozinha) e neste momento, a hora em que já estou a preparar o dia de amanhã, estou prestes a arrancar cabelos.

Tenho o desgraçado do maço de tabaco mesmo ao meu lado, está a olhar pra mim e a rir-se tenho a certeza. Estou a chamar-lhe todos os nomes possíveis e imaginários, mas eu vou vencer esta guerra. Ele chama e eu finjo que não ouço, como faço com os miúdos às vezes.

Obrigada pelo apoio que me deram. 

Ainda falta umas horas para acabar o dia. Mas se consigo hoje, amanhã não deve de custar tanto (digo eu).

Está tudo pronto!

Amanhã todos os alunos oficialmente regressam á escola. É o caso do meu rebento mais velho. 

Já está tudo pronto na mesa da cozinha para sair de manhã e não esquecer de nada. 

Ele lá foi buscar a sua mochila e preparou tudo com cuidado. 

1537128048746-1407873218.jpg

 Mochila, saco com o material, bibe e canecas para o pequeno-almoço.

Vamos lá calendário escolar 2018/2019. Não me tragas tantas constipações, por favor não me tragas piolhos, e é completamente desnecessário as birras de manhã ok?

 

Deixar de fumar #tabaconuncamais

Amanhã é que é! Passo os dias a dizer isto. 

Fui ver as minhas resoluções de 2018 e está lá estampado "Deixar de Fumar"

Fui ver as resoluções de 2017, de 2016... Caiu uma ficha, sou uma desistente.

Há um ano deixei de fumar, tive um mês e meio sem fumar. O marido fumava aqueles electrónicos e como eu não gostava daquilo não fumei mais. Se ele não comprava eu passava ao lado.

Mas ele comprou, e ver ali o maço de tabaco a olhar para mim, a minha cabeça a dar nós, eu queria tanto...Pumba, desisti, acendi um cigarro e não parei. Desde aí que tem sido difícil controlar outra vez.

Fumo 5-6 cigarros por dia, mas não quero. Acordo de manhã e penso, "é hoje, hoje não fumo" ele chega a casa, bebe um café, puxa do cigarro e lá vou eu. Ás vezes acendo e dps penso "Fgo já não é hoje, perdi-me outra vez". 

Fumo já com um sentimento de culpa. Só fumo na janela, não intoxico a casa toda mas se os miúdos chamam eu digo pra esperarem só um bocadinho. E sinto-me mal depois disso. Estou a por um cigarro á frente deles?

Já cheguei a ir dar um beijinho de boa noite á Matilde e ela disse que eu cheirava mal, cheirava a cigarro. 

Devia de ser um abre olhos para não fumar mais. 

A minha tia de quase 90 anos viu-me a fumar e ficou triste. Quando cheguei a casa ela ligou-me e deu-me um raspanete. " Só me apeteceu dar-te umas palmadas". Um tio ou primo lá da terra ficou muito mal no hospital porque fumava. E eu ando a fumar, não tenho juízo. 

É desta.. De amanhã não passa.

Prometi a mim mesma e pelos meus filhos que desta vez faço um esforço maior do que o normal.

E estou a contar isto no blog porque acho que é mais uma maneira de me responsabilizar pelo que estou a dizer. Assim eu vou conseguir, não quero desiludir os meus filhos, não quero cheirar mal, não quero que eles se lembrem de mim com um cigarro na boca. E estar a escrever isto, torna-se ainda mais consciente, e parece que torna tudo mais poderoso. Assim as palavras nao são só "da boca para fora", está documentado.

Preciso de uma força extra mas vou combater o vício, nem que me vicie em amendoins, rebuçados e pastilhas. I DON'T CARE.

Já não é hoje porque já cai na tentação mas amanhã é segunda feira, começo da semana, da semana do meu aniversário. E vou chegar aos 29 sem nicotina dentro de mim. 

O que me ajudava mesmo era um grupo de apoio...mas sozinha sou forte também.

Amanhã é que é! E prometo vir contar novidades sobre o assunto e espero mesmo que nestes dias/meses próximos passe a ser um NÃO-ASSUNTO.

#tabaconuncamais quem quiser pode-se juntar ao movimento, porque não? Não perdem nada, só ganham. Eu vou ganhar.

Desculpem o desabafo :)

Eu consigo!

Melgas? Naaa, são só os meus filhos!

 

Maaaaaeeee, maaaaeeeee, oh maaaeeee. 

Diiiiiiiizzzzz!!!

O meu dedo pequeno tem uma unha!

(UAU, ao fim de 4 anos reparou que tem unhas no dedo mindinho do pé)

 

Maaaaeeeee maaaaeeeee oh maaaeeee.

O que é agora?

O meu Playmobil não tem o capacete.

(E procurares, não??)

 

Maaaaeeeee maaaaeeeee oh maaaaaeeee.

Diiizzzz!

Porque é que não posso comer pastilhas??

(Porque se engolires cresce uma árvore de pastilhas na barriga)

 

Maaaaeeeee ohhh maaaaaeeee.

Aannnnn

A tua flor demora muito a crescer?

(Demora muuuuuito, é de plástico)

 

Maaaeeee oh maaaeeee

Quié homem

Quando eu fizer 5 anos depois faço 6?

(Não, começas a multiplicar. Eu tenho 5x5 mais 3)

 

Pus um bolo no forno. Ao fim de um bocado pergunta-lhe se o bolo está a correr bem.

(Não filho, o bolo está no forno, ele não corre pra lado nenhum)

Apetece responder assim não é?

Após a 1652 vez em que o meu filho chama maaaaaaeeee, oh maaaaaaeeee, maaaaaaeeee. 

Eu digo. Tô a dormir filho.

Paaaaaiiiii, oh paaaaaiiiii paaaaaiiiiii

Sim Rodrigo diz lá o que queres agora!

Quando a mae acordar diz a ela se pode vir aqui escolher o meu pijama pra logo? 

 

Conclusão: 

cf3f6b0540cec7d499f72ad2b98ac1dc.jpg

(Imagem do Pinterest) 

 

To-Do List de 14 de setembro 2018

-acordar bem disposta 6:30( acordei ás 7:20)

-Meditar 

-Fazer a cama

-Preparar o pequeno almoço

-Acordar filhos

- Preparar filhos:  pequeno almoço, higiene, vestir, pentear, perfume (não esquecer mimo da manhã, "perfume" = creme da mustela de bebés) são muito chiques

30 minutos de desenhos animados (foi até sairmos de casa, foram uns 50min)

Enquanto estão a ver bonecos sem se matarem eu vou tratar de mim

- Arranjar a mala : Não esquecer caneta e bloco de notas

-Apresentação do Rodrigo das 9h30 ao 12h30

Almoço

Power hour a arrumar a casa 

Lavar a loiça

Dar banho ás K's ( porquinhas da Índia. Kika e Kaki)

Preparar lanche

Fazer tabela de controlo de contribuições (fiquei responsável por guardar o dinheiro dos pais e representante da sala)

Fazer o jantar

Jantar 19:00

Lavar a loiça

30 min de bonecos e miminhos no sofá

Brincadeira livre e calma

Arrumar o que está fora do sitio

Leitinho

Deitar filhos máximo 21:00 ( higiene, pijama, ler um conto, miminhos e até amanhã) 

Preparar dia seguinte : compras, pagamentos, menu

Me time (blog, responder a e-mails, ler e-mails com uma máscara caseira no cabelo)

Estou neste momento a fazer a última coisa do dia, a vegetar no sofá.

Ia riscar o que fiz mas tenho um desafio para vocês.

Conseguem adivinhar o que não fiz?

(Já está respondido nos comentários)

Beijinhos 

 

Férias: Fora da cidade e sem Internet

 

20180912_225700_0001.png

 

Uma semana antes: Fiz uma lista de tudo o que queria fazer, onde ir e os dias que dava para encaixar viagens grandes.

Os planos eram:

Parque dos Dinossauros, parques infantis novos em Lisboa sem ser sempre o da nossa área de residência, museus, praia, ir andar de elétrico e outros lugares para visitar que eles nunca tivessem ido. Tudo numa folha colada no frigorífico para irmos orientando as tão esperadas férias.

Primeiro fomos ao Parque na Serafina. Lugar muito giro, grande, com 2 parques infantis, espaços verdes. Levei o lanche e fomos dar uma volta. 

O tempo estava ameno mas quando chegamos estava muito calor e não aproveitámos muito, eles diziam que estavam a derreter.

Mesmo assim demos a volta ao parque todo, lanchámos e corremos.

Eu sou a fotógrafa de serviço (e muito fraquinha) por isso ainda tirei umas fotos para ficar de recordação.

photostudio_1536785639866.jpg

  O dia seguinte era para irmos á Quintinha ver os animais mas não ficou assim tão bom tempo então pus-me a navegar e a sonhar com umas férias fora de casa. Em conversa com o marido vimos que podíamos ir 3 diazinhos para um lugar baratinho com eles.

Fizemos a reserva na hora, e ficámos a vegetar em casa o resto dos dias até chegar a hora das benditas férias. Super entusiasmada com tudo, fiz logo uma lista de coisas a não esquecer.

Como o alojamento ficava na terra da minha família, ainda ficámos mais entusiasmados porque estávamos perto da família mas ao mesmo tempo de férias numa casa diferente.

photostudio_1536785875768.jpg

 Ora aqui vou contar mais um bocadinho.

Organizei a comida e a roupa para levar. Tudo ao pormenor para não levar nada a mais nem a menos.

Chegámos segunda feira á terra. Fomos dar um beijinho as tias e primos que lá moram e na hora do check in fomos pras nossas primeiras férias. 

Casinha com um quarto, uma cozinha e sala pequeninas e uma casa de banho. Na parte de fora tinha um terraço giro com uma mesinha. Instalei o pessoal, arrumei a roupa e a comida, apreciámos a vista, o ar puro, o silêncio e fomos dar uns "magulhos" na piscina.. 

Depois banho e jantar. Previsão do tempo para o dia seguinte...chuva! (A sério? Não chove o mês inteiro e nos dias de férias chove?) Não desanimando, amanhã era outro dia. Como o céu estava sem nuvens, fomos pró terraço ás 23h, tudo escuro. Os 4 deitádos no chão a ver as estrelas. E foi um dos momentos altos. Juntos, os 4, deitados no chão a ouvir os grilos, e a olhar pras estrelas e a contar histórias. Adorei cada minuto, e eles também. Nem sabia que havia tantas estrelas😂. Como poderiam dar mau tempo com o céu tao limpo?

De manhã acordámos com o tempo meio encoberto, tomámos o pequeno almoço e como não era bom ir para a piscina com o tempo tão feio fomos dar uma volta pela Vila. Afinal eu conheço aquilo duma ponta á outra e é só família. Fomos ao parque, fomos visitar o cavalo da minha prima, fomos ver ovelhas, andámos a entrar em todas as casas e casinhas a dizer bom dia. Fomos de novo á casa da minha tia, ainda trouxemos pepinos para uma saladinha e pão para o almoço. Voltámos para a "nossa" casa, comemos no terraço, fizemos um piquenique ao som da natureza. Fizemos corridas de carros e jogámos a bola, ainda demos um saltinho á piscina porque entretanto o sol apareceu. 

Fomos jantar, depois de jantar fomos beber um cafezinho á noite e arrumar as coisas nas malas para no dia seguinte irmos embora.

Eles dormiram na cama de casal, no quartinho. Eu deitei-os e fiquei a dar miminhos até adormecerem. Miminhos curtos, demoraram 6 minutos a adormecer ferrados. O ar do campo faz bem e eu adoro.

Dia seguinte, tomar o pequeno almoço, arrumar as tralhas, limpar a casinha, entregar a chave e vir embora! Viemos embora da casa mas ainda passámos o dia em família, um almoço, uma ida ao parque, histórias da tia Matilde, brincadeiras com o avô. Chegámos as casa eram umas 18h. 

Tive 3 dias de férias fantásticos, divertidos, sem telemóvel, sem internet, desliguei-me do mundo e conectei-me com a natureza, com o marido e com os filhos. Soube bem, soube a férias, eles divertiram-se, eu andei de baloiço, o marido adorou. E vieram para casa sem medo de formigas.

Todos os dias me pedem para repetir, para voltar. Quando for grande vou viver para lá e descansar até ser velhinha.

Soube bem, foi uma lufada de ar fresco, revigorante, impagável ver o sorriso deles, o cansaço, brincarem na rua livres sem preocupações. Soube a pouco. Sou feliz, mas ali eu sou mais feliz.

 

 

 

Festas de aniversário temáticas para crianças


Quem me conhece sabe que nem sequer costumo celebrar o meu aniversário, ele vem aí mas é só mais um. Porém gosto tanto de celebrar o aniversário dos meus cutxis que já estou a pensar em qual vai ser o tema da festa de aniversário deles. Como fazem anos com 12 dias de diferença, faço uma festa e dá para os dois. Até porque o Rodrigo faz anos no dia 25 de Dezembro... Assim celebramos o Natal e depois quando a Matilde faz o aniversário dela, juntamos os dois e tento fazer uma festa com um tema agradável para menino e menina.

Para além de achar que as festas infantis temáticas são muito mais engraçadas, escolher um tema também ajuda a escolher todos os elementos da festa, como por exemplo:

Convites
Se o tema é uma festa aquática, porque é que o convite vai falar em princesas? Porque é que o convite para uma festa texana tem uma fada? Para mim, não faz sentido comprar ou enviar os convites antes de ter decidido o tema da festa. Gosto que o convite lance logo o mote aos convidados: assim já vêm com o espírito certo e vestidos a rigor!

Decoração
Sem dúvida que a parte mais difícil de preparar uma festa infantil temática é a decoração. Mas também é a mais satisfatória, quando somos bem-sucedidas! Ou seja, se escolherem o tema “animais” ou “selva”, toda a decoração deve seguir esse mesmo tema. Como estou a preparar uma festa para o meu filho e para a minha filha, estou à procura de um tema desse género: a floresta, o fundo do mar, os animais. Algo misto. Quero construir um verdadeiro habitat cá em casa, com stickers na parede, fitinhas a rigor e o que mais for preciso!

Catering
Por fim, o catering. Apesar de algumas pessoas servirem sempre a mesma comida em qualquer festa, eu gosto de combinar o catering com a decoração. Podem personalizar a forma das bolachas, a forma como dispõem as sandes e até o menu. Mas o mais importante, claro, é o bolo! Adoro os bolos coloridos e com desenhos, e os meus filhos ainda adoram mais. Para quem é fã como nós, recomendo aqui alguns serviços de catering de festas no Porto. Vá lá… é só uma vez por ano, não afecta a dieta :)

 

Quem diz no Porto, diz em Lisboa, em todo o país. Espreitam o site porque tem muitas mais ofertas sem ser catering e ajuda para festas temáticas. 

 

Post escrito em parceria com a Fixando.

 

Hoje não lavo a loiça

Nao, não é uma birra. Quando era pequena dizia "quando for grande, na minha casa só vai haver copos, pratos e talheres de plástico"  a minha mãe achava graça mas mandava-me lavar a loiça na mesma. E eu tenho um ódio de estimação por essa linda tarefa doméstica. 

Moro na terra da água, na vila das aguadeiras e das lavadeiras. Uma vila abundante em água boa, em fontes, que maravilha. Só que não...

Procrastinei o dia todo, andei a adiar a montanha de loiça que tinha para lavar.Porque eu ODEIO lavar a loiça (só para ficar bem esclarecido)

-Lavo antes de jantar. 20 minutos e tenho a cozinha arrumada, não custa nada. ( É algo que digo durante o dia pra ver se depois não dói tanto) 😂

Só que não (de novo)

Respirei fundo, meti o avental e música, contei até 3 e disse em voz alta "Bora lá, não custa nada"

 Abri a torneira e a água saiu devagarinho, muito devagarinho e puff, foi-se. Outra vez um corte de água até á meia-noite. Yuuupi não yupiii.

Ora bolas, agora que eu ia lavar a loiça do dia todo. Que pena.

1536607595122-60577525.jpg

 (É uma vergonha eu sei... Acontece aos melhores ahah)

Parte má da coisa: Não me preveni e os dois garrafões que tenho sempre cheios de água estão vazios. 

Parte boa: Tenho pratos e talheres suficientes para usar no jantar e fiz um almoço grande que sobrou para comer agora. 

Vou jantar e beber sumo. E não lavo a loiça.

(Nem quero pensar na montanha que tenho que lavar amanhã)

Estou a pensar seriamente numa ajudante máquina da loiça cá para casa lá pelo Natal. Se calhar deixo de lavar até lá, era uma alegria para mim uma greve desse tipo, só que depois não tinha onde comer.

Alguém como eu? Ou dicas para a tarefa não ser sempre um pesadelo? Aceito sugestões para quando houver água nesta terra da (falta de) água.

 

Mães, vamos organizar o nosso regresso às aulas?

E cheguei finalmente. Vim para ficar. Vem aí o mês que mais gosto. Setembro.

O mês do meu aniversário.

O mês do regresso ás aulas. Ahhhh o regresso ás aulas!

O mês em que vais ao supermercado e inevitavelmente olhamos para cadernos, caderninhos, mochilas, lápis de todas as cores, cartolinas, tesouras, colas, canetas giras, post its, estojos... (Morava dentro dum supermercado nesta época na booaa.)

Adoro Setembro.

Aquele mês que a agenda se enche de compromissos, reuniões, To-Do's. Ora vamos por tópicos.

 

 

• Agenda

Ser uma mãe que está em casa, tenho que cuidar da casa dos filhos do marido das porquinhas, dos eventos, listas de compras, menus semanais, organizar roupas, regresso às aulas, actividades etc. 

E não me venham dizer que "Ah! Ser dona de casa nesta altura não é difícil" ...grrrr É sim e quem diz o contrário, desafio-o a vir cuidar da minha casa e da minha família como eu, com o meu padrão de organização e limpeza e amor. Toma!

Sou muito perfeccionista e é só porque tento manter tudo organizado ao mesmo tempo, mas para mim é algo super natural, já utilizo este método há alguns anos, e mesmo tendo falhas, funciona bem. 

Uso e tenho usado muito e sempre, agendas e caderninhos de apontamentos, inevitavelmente, a minha mala tinha sempre um caderno de apontamentos e gatafunhos, a agenda propriamente dita e mais um bloquinho de notas para qualquer urgência que queria depois escrever na agenda numa certa data. Como picuinhas que sou, andava sempre a escrever e a passar informação entre bloquinhos. ACABOU

Agora tenho apenas um caderno, onde escrevo tudo. É como um jornal, uma agenda onde eu faço e escrevo ao meu próprio ritmo, onde meto desde o que tenho que fazer no próprio dia, como receitas que já experimentei e não quero esquecer, listas de materiais, ideias para prendas de Natal ( sim, já ando a organizar essa parte).

É um Bullet Journal. E tenho tudo o que preciso no mesmo sítio, e não ando com 3 cadernos atrás de mim.

 

 Material

Ainda não compraram o material?

Se o vosso rebento vai pra escola pela primeira vez, para uma nova escola, para uma etapa nova (pré, 1°classe, 5°ano) é compreensível que não saibam bem o que comprar, que andem meio perdidos com as listas e com o que eles precisam. É desculpável que não tenham ainda passado pelos corredores do mundo encantado do regresso ás aulas. Mas...

Se têm uma noção básica do que eles precisam, nem que tenham a certeza só dos básicos como, lápis, canetas, mochila, cadernos ou dossier.. vão comprar JÁ. Não esperem pelo último dia, pela última semana, temos mais 1 semana e meia até começar, já deviam ter levantado esse rabiosque e estar a entrar na superfície comercial mais perto de vocês.

 

•Mochila

A escolha da mochila é uma dor de cabeça. Bonequinhos, risquinhos, bolinhas, o melhor super heróis da actualidade, a cor favorita... Não nos podemos esquecer que é um dos objectos mais importantes pois os moçoilos e as moçoilas vão carregar o peso sozinhos.

Aconselho a não escolherem as mochilas por impulso, que pensem bem na função que ela vai ter. Querem uma mala á tira colo? Uma mochila básica? Acolchoada ou não? As mochilas variam muito de preço, entre os 2€ e os 30/40€. Acho importante mesmo ver o que melhor se adapta ao corpo e ao peso da criança.  As minhas preferidas são as normais, alças ajustáveis e a partir daí posso deixá-los escolher o desenho ou bonequinho

 Para escolherem  e saberem mais sobre os vários tipos de mochilas espreitam este artigo sobre os tipos de mochilas e benefícios aqui 

 

Artigos de marca conhecida ou marca branca?

Depende do ponto de vista, da carteira de cada um e do bom senso. Um lápis de carvão n°2 é um lápis de carvão n°2. Seja 0,20€ seja 1.20€. Existem marcas brancas de boa qualidade que cumprem a sua função de qualidade/preço. Mas há escolas que já pedem -canetas de cor da marca X- e sabemos que se por acaso não for daquela marca ou de uma parecida provavelmente não irá ter a mesma durabilidade. Todos nós já compramos uns lápis nos chineses que não pintam e são os desprezados no meio da caixa dos lápis porque ninguém lhes toca. Eu aposto na marca branca mas dependendo dos produtos que tenho que comprar. 

Uma resma de papel...é papel.

 

Saldos e promoções

Apanhem e desfrutem das promoções no material escolar. Nos 50%, nos packs, nas embalagens económicas. Se formos a ver, a meio do ano já vai haver coisas estragadas inevitavelmente. Há crianças mais cuidadosas que outras e não estou a dizer pra comprarem a loja toda, mas em vez de comprarem 1 lápis, comprem já uns 3, ou uma caixinha que já trás alguns lápis a mais para acidentes que possam haver durante o ano.

 

• Roupa

Quem fala de roupa inclui também o calçado. Falo pela minha experiência, novo ano é sinónimo de novas botas da chuva, ténis, calças. Nesta idade eles crescem bem rápido e o calçado já não serve, o casaco ja fica curto nas mangas, as calças estão rotas no joelho.

-Esta semana é uma boa ideia para fazerem a escolha da roupa dos vossos rebentos, o ideal teria sido antes, em Julho-Agosto, para aproveitar os saldos claro. Mas mesmo agora, vão dar "uma volta na roupa", vejam o que serve e não serve. Façam uma lista do que precisam e mantenham-se firmes a essa lista. 

Já agora, doem o que não serve. Guardem pró irmão mais novo, para o primo, para aquele filho da amiga/da vizinha, doem á igreja da vossa região, ou metam no contentor destinado á roupa. Em último caso, metam direitinho ao lado do vosso contentor, alguém vai passar e precisar.

 

Horários e Rotinas

A minha parte mais importante, seja em que idade for. Usem um bocado do vosso frigorífico, uma parede da vossa casa, o que for. Colem o horário da vossa família, organizem uma estação de informação, nada muito chique, nada caro. Precisam de uma cartolina ou uma folha branca e alguns minutos no Pinterest a procurar e a ter ideias para o vosso cantinho. O meu está a ser remodelado, uma cartolina perto do frigorífico. Quando tiver tudo pronto eu mostro. 

 

• Paciência

Muuuuita paciência, ou porque estão em pulgas para entrar na escola, ou porque não querem que as férias acabem, por vezes andamos mais chatos do que os próprios rebentos. Deixem a coisa ir naturalmente.. 

 

 

Desculpem a ortografia, sei que me faltam acentos, e aos mais atentos até podem encontrar erros. Opá não stressem, há coisas bem piores.

E bom regresso às aulas para os pequenos! Mais um ano cheio de aventuras pra eles.