Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MãeTástica

Tenho 2 filhos com 1 ano de diferença entre eles. Sou mãe, dona de casa e neste cantinho conto as peripécias reais de uma família normal. Entrem comigo nesta aventura

MãeTástica

Tenho 2 filhos com 1 ano de diferença entre eles. Sou mãe, dona de casa e neste cantinho conto as peripécias reais de uma família normal. Entrem comigo nesta aventura

O almoço na escola.

Sou daquelas pessoas que adora comer e tento saber o que é saudável ou não. Tento sempre variar na comida que dou aos meus pequenos e opto por dar coisas saudáveis. Também comem batatas fritas e salsichas mas gostam de tudo.

Desde pequenos, quando iniciaram a comida solida que lhes dou legumes e frutas para experimentarem. Iniciei-me na aventura do BLW (Baby-led Weaning) que consiste em iniciar a comida solida sem papinhas e coisinhas trituradas... Depois de pesquisar e ler muito sobre o assunto decidi tentar.

Com 2 pequenos pra dar de comida á colher a minha vida ia ser dificil. Decidi mesmo dar bocados maiores pra eles se desenrascarem porque senão eu só almoçava quando era o lanche deles.

O pior que podia acontecer era haver comida a voar, mas faz parte, e não, nada voou por aqui, ia pró chão mas porque as mãos ainda não conseguiam agarrar bem.  Tive medo que algum se engasga-se mas correu sempre bem e claro que estava sempre ao pé deles para ajudar em qualquer coisa.

Aos 8 meses já comiam pernas de frango. Aos 10 ele foi apanhado dentro do frigorífico a comer o maior tomate que encontrou.  Nao fazia o BLW a 100% mas comeram sempre tudo quase inteiro, deixava-os pegar com as mãos para sentirem a textura do alimento e esperava que não houvesse nenhum bocado maior do que aquilo que conseguiam comer. Por conta do BLW tenho um fanático por broculos, cenouras e fruta em geral. 

Cada vez que vamos á mercearia ele quer trazer bróculos pra casa e a senhora da caixa apanhou-o imensas vezes a tirar bocadinhos de alface e comer. 

Adoram sopa, sopa de qualquer coisa desde que fique verde. É a sopa da força e das "vitiminas".

Não me queixo, gostam de comidas com muitas cores, feijão grão, saladas. Ela é uma pisca mas não é esquisita. Provam tudo o que é novo. Agora já "grandes" sabem usar os talheres correctamente e comem sozinhos.

Quando começou a escola tive dúvidas sobre o que lhe mandar na lancheira e sobre a comida da escola. Nos primeiros dias eu perguntei na escola se ele comia o almoço. Sendo ele uma criança de 3 anos, num ambiente novo, era capaz de perder o apetite e chegar a casa cheio de fome. Mas não. A resposta foi. " Ó mãe ele come tudo e sozinho. Come a sopa, o prato principal todo com a salada, a fruta e ainda come o pão." Fiquei descansada.

Dias depois ele pediu ajuda para comer. Achei estranho e constatei que na escola os miúdos mais pequenos não comem sem ajuda, e nem experimentam nada novo. Há casos de crianças que se recusam a comer porque em casa ainda lhes fazem "papinhas" e coisinhas passadas.

Ele andava a ficar preguiçoso claro. Se ajudavam os outros a comer, ele tmb queria o "miminho". Expliquei que se ele conseguia comer sozinho, tinha que continuar porque as senhoras do refeitório tinham que ajudar quem ainda não sabia comer. 

Com ele tem corrido tudo bem. Com ela vou esperar porque demora muuuito tempo pra comer e distrai-se com tudo. Vai ser mais complicado mas espero que corra bem.

Tenho um sobrinho da idade deles que come extremamente bem. Melhor do que eles os dois juntos. É capaz de repetir tudo o que a mãe faz mas odeia a minha comida, caí no erro que fazer cogumelos milho frango aos bocadinhos e cenoura ralada com massinha e broculos e ele ficou azul cheio de nojo porque a comida assim não era pra ele. "Só como coisas destas quando for prá escola"

 Já teve oportunidade de comer na minha casa outra vez e esperou que a mãe chegasse porque não gosta do meu comer... Vamos ver como corre quando forem todos para a escola todos juntos com o comer que não é o da mãe.

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.