Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MãeTástica

Tenho 2 filhos com 1 ano de diferença entre eles. Sou mãe, dona de casa e neste cantinho conto as peripécias reais de uma família normal. Entrem comigo nesta aventura

MãeTástica

Tenho 2 filhos com 1 ano de diferença entre eles. Sou mãe, dona de casa e neste cantinho conto as peripécias reais de uma família normal. Entrem comigo nesta aventura

Actividades para crianças: aprender a atar sapatos.


Dia de greve. O que fazer com os miúdos em casa para eles não entrarem no tédio?  Os meus pequenos querem aprender a atar sapatos. Já andavam a pedir á algum tempo. Depois de muito pensar, pesquisei algumas ideias no Pinterest e fomos fazer trabalhos manuais. 

Não tenho o processo todo da coisa porque quando estou com eles não gosto de mexer no telemóvel e às vezes esqueço-me de tirar fotos.

IMG-20181001-WA0000.jpeg

O resultado final foi este. 

Precisei de cartão que por acaso tinha guardado para fazer alguma coisa com eles. Cortei um "sapato" e fiz os desenhos com uma caneta preta. Eu não sou a pessoa mais artística do mundo mas desde que se perceba o objectivo principal, eles adoram e eu não me importo. Eles pintaram o sapato como queriam, ainda pensaram em por purpurinas mas eu recusei a ideia porque ia ter a minha casa cheia de brilhantes cada vez que eles pegassem no sapato.

Depois fazemos uns furinhos, 4 de cada lado para conseguirmos dar o efeito do atacador no sapato e usei uma fita de trapilho que tenho sempre em casa.

Na parte de baixo colei uma folha de feltro para ficar mais grosso e eles não estragarem a obra de arte tão rápido. Agora podem brincar e aprender a dar nós. E sempre é mais uma actividade gira para eles se entreterem.

Como organizar o nosso dia


O nosso dia chega a ser esmagador com tantas coisas em que pensar e o tanto que temos para fazer. Um dia tem 24h mas lá no fundo em alguma altura da vida já todos pensámos que queríamos um dia com mais umas horinhas extra.

fg.jpg

 (imagem retirada do google)

 

O problema também pode ser perguicite aguda e isso já é mais difícil de resolver mas agora parece que queremos fazer mais do nosso dia, andamos numa onda mais zen e queremos aprender a aproveitar mais do nosso tempo para não nos sentirmos "misgalhados" como diz o Kiko.

Então vamos ao que importa. Só dizer que as ideias não estão por ordem cronológica e o que se pode retirar daqui é que o que funciona para uns pode não fazer efeito para outros, mas podem sempre tirar umas ideias para se sentirem menos "tenho tanto para fazer e tão pouco tempo"

Organizar, organizar e organizar.

O melhor que se pode fazer e que vai ajudar no dia seguinte a não nos sentirmos perdidos é, antes de dormir fazer uma lista de coisas que têm para fazer ao longo do dia seguinte. Mas sejam realistas, o dia só tem 24 horas certo? O truque é pesar os assuntos numa balança imaginária. Será mesmo importante? Preciso mesmo de comprar batatas? Tenho mesmo que revelar as fotografias amanha ou esta semana? Tenho tempo ou pode ficar para outro dia? Mas não me posso esquecer de levar a autorização do passeio do filho ou de passar na loja para trocar aquela peça de roupa.

Não façam uma lista com coisas irrealistas. O truque é escrever 3 coisas super importantes para fazer amanhã e 2 no espaço "se tiver tempo".

Importante também é começar a separar por blocos os nossos afazeres. Com o método GTD "get things done" aprendi que se eu recebo uma tarefa tenho que pensar nela. Demora mais do que 5 minutos? É para fazer a longo prazo ou tem uma data definida? Importante ou não?  Assim posso separar por categorias. Se demorar menos que 5 minutos tento fazer no preciso momento e assim não entra na lista, depois é só encaixar as tarefas nos locais certos e ir cumprindo o que nos é proposto

 

Focar

Deve-mo-nos focar nas actividades que estamos a fazer para absorver o melhor do momento. Se a nossa tarefa é dobrar a roupa, vamos estar a dobrar roupa. Não vale estar nas redes sociais por exemplo, senão em vez de nos focarmos na tarefa e ela demorar 30 minutos, vai demorar o dobro do tempo e provavelmente não a acabamos porque temos outras coisas para fazer. 

 

Usar um timer

Utilizo a técnica dos 30 minutos. Para quem não conhece podem procurar por Pomodoro Technique. Eu adaptei ao que eu preciso no meu dia a dia então tiro 30 minutos de manhã á tarde e á noite e nesse tempo faço o máximo que consigo. A.queles 30 minutos servem para arrumar coisas fora do sitio, limpar a casa de banho, ir arrumar a cozinha....e claro, nunca esquecendo o principio de cima, temos que nos focar no tempo gasto.

 

Desligar e priorizar

Desligar-mo-nos um pouco das coisas que nos fazem " perder tempo". Sim, podemos tirar um momento do dia para ver e responder a emails, ir ver se o tio ou a prima estão felizes nas suas férias ás Caraíbas, ver o que a amiga fez com os filhos no fim de semana...mas não façam isso logo pela manhã. Desliguem-se um pouco.

Comecem logo o dia com algo que melhore o vosso bem estar. Seja meditar, seja beber um chá, seja apenas estar a janela a ver o sol e ouvir os passarinhos, aproveitem para preparar um pequeno almoço mais reforçado. Aquele tempo perdido de manhã das pessoas que assim que acordam pegam no telemóvel para cuscar redes sociais é um tempo morto para nós e para o nosso querido cérebro. Acordem-no com coisas mais felizes. Podem tirar um bocadinho da vossa pausa para fazer essas coisas menos " interessantes".

No meio deste assunto da produtividade, aceitem que o dia não estica e que não conseguem fazer tudo. Esqueçam a culpa. Façam mesmo o que é mais importante. Priorizar meus filhos, priorizar! Nos momentos de espera na fila do banco, quando estamos á espera que os miúdos saiam da escola, tentem por exemplo ver os tais emails, ir cuscar o facebook ou ler os meus posts :)

 

Fazer escolhas. 

Tenham na vida apenas o que vos fizer felizes ou que dê alegria e brilho ás vossas vidas.

Aqui falo do método kon mari. Para quem não conhece é sobre uma senhora japonesa que na sua filosofia de vida, diz que só precisamos de ter o que realmente nos faz falta. O truque é destralhar, destralhar a casa, destralhar a cabeça. Se precisamos muito, se adoramos, a peça fica, se a tal peça nos suscita dúvidas..adios. E assim começar também a pensar em compras mais responsáveis, sem comprar por impulso.

Isto também se pode aplicar a pessoas, tenham na vossa vida apenas aqueles que precisam. 

 

Horários

Em aplicações ou em papel tanto faz. Um horário definido para o nosso dia a dia faz com que tenhamos a sensação de controlo sobre o tempo. Para quem é uma control freak como eu, ajuda muito não termos um mini ataque de coração e não nos obrigue a fazer flick flacks durante o dia. Uma boa maneira de começar a fazer um horário é pela noite. A que horas é que me deito para acordar no dia seguinte e saber que dormi o suficiente? Sabendo que temos que dormir pelo menos 7-8 horas é fácil ver que, se acordo ás 7h o ideal era ir dormir ás 23h. Depois comecem por ai. Querem 1h para se arranjarem antes de ir trabalhar? Precisam de mais ou de menos?

O próximo passo é encaixar os horários das refeições, importantissimo. Depois o horário de trabalho.

No fim do dia é importante ter 30 min ou 1h só para nós.

Como sabem eu tenho o meu colado no frigorífico para ir vendo o que se vai passar a seguir e para encaixar as minhas tarefas no sitio certo e não atafulhar com coisas menos importantes.

 

Espero que com isto possam viver as 24h do dia com um bocadinho de menos stress. 

Claro que nem todos os dias correm bem, há dias que, mesmo eu, sinto que não consegui fazer tudo o que queria mas sabem uma coisa? Guilty free pessoal. Não fiz hoje, posso fazer amanhã. 

Muita calma e mais amor!

 

 

Mãe, eu ajudo! (Quadro de tarefas para crianças em idade pré-escolar)


Já não é novidade que estou sempre a procurar novas maneiras de pôr os meus pinguins a ajudar cá por casa. E como tenho incutido estes hábitos e incentivado muito a que eles ajudem, normalmente já pedem para ajudar e para fazer sozinhos algumas tarefas que lhes compete. 

Ele têm regras, tarefas, e tudo bem organizado para eu não mergulhar no caos. Sou picuinhas e sei que por vezes posso exagerar, mas ajudar nunca fez mal a ninguém, e se moramos em família, ajudamos em familia. Claro que cada família tem a sua dinâmica e eu não tenho a fórmula secreta para nada. Mas vou-me vos falar no que andamos a utilizar agora. 

•Quadro de tarefas

Fiz em Excel, imprimi e plastifiquei mesmo no frigorífico.

15375540529241219019113.jpg

 

Este quadro está adaptado as idades entre os 3 e os 5 anos. Tem tarefas e alguns comportamentos que têm que ser reforçados cá por casa.

Está assim misturado para eles saberem que não há uma ordem de fazer as coisas, desde que fique feito. 

O rectângulo em branco serve para qualquer tarefa extra que apareça nessa semana. 

Se fizerem metem uma marca no dia correspondente, se não fizerem, não recebem marca. 

Entre muitos tem : 

Fazer a cama

Lavar os dentes (meti para perceberem se lavam todos os dias ou não, porque às vezes eles não querem lavar assim lavam todos os dias

Comer tudo

Dizer "por favor" e "obrigado" (serem educados)

Ser simpático (não gritarem e partilharem os dois)

Arrumar a mochila

Arrumar a roupa

Ajudar nas refeições

Ajudar com os animais..

Entre outros. Cada familia saberá o que melhor se pode encaixar nos rectângulos. Seja o que for, sempre adequado às idades.

O objectivo é terem 40 ou mais "certos" nas actividades no fim da semana. A Matilde quer um gelado, o Rodrigo quer escolher o filme e fazer tarde de cinema com pipocas na sala. 

1537554335779748581841.jpg

 

Sei que pode até parecer algum exagero, ainda usamos o métodos dos botões e o das palhinhas que irei falar mais a frente. Mas por agora este tem resultado e é o que vai ficar até esgotar os miúdos e mudar de método.

E por aí? Usam algum meio que ajude os mais pequenos nesta matéria? Dicas e sugestões são sempre bem vindas.

Mães, vamos organizar o nosso regresso às aulas?


E cheguei finalmente. Vim para ficar. Vem aí o mês que mais gosto. Setembro.

O mês do meu aniversário.

O mês do regresso ás aulas. Ahhhh o regresso ás aulas!

O mês em que vais ao supermercado e inevitavelmente olhamos para cadernos, caderninhos, mochilas, lápis de todas as cores, cartolinas, tesouras, colas, canetas giras, post its, estojos... (Morava dentro dum supermercado nesta época na booaa.)

Adoro Setembro.

Aquele mês que a agenda se enche de compromissos, reuniões, To-Do's. Ora vamos por tópicos.

 

 

• Agenda

Ser uma mãe que está em casa, tenho que cuidar da casa dos filhos do marido das porquinhas, dos eventos, listas de compras, menus semanais, organizar roupas, regresso às aulas, actividades etc. 

E não me venham dizer que "Ah! Ser dona de casa nesta altura não é difícil" ...grrrr É sim e quem diz o contrário, desafio-o a vir cuidar da minha casa e da minha família como eu, com o meu padrão de organização e limpeza e amor. Toma!

Sou muito perfeccionista e é só porque tento manter tudo organizado ao mesmo tempo, mas para mim é algo super natural, já utilizo este método há alguns anos, e mesmo tendo falhas, funciona bem. 

Uso e tenho usado muito e sempre, agendas e caderninhos de apontamentos, inevitavelmente, a minha mala tinha sempre um caderno de apontamentos e gatafunhos, a agenda propriamente dita e mais um bloquinho de notas para qualquer urgência que queria depois escrever na agenda numa certa data. Como picuinhas que sou, andava sempre a escrever e a passar informação entre bloquinhos. ACABOU

Agora tenho apenas um caderno, onde escrevo tudo. É como um jornal, uma agenda onde eu faço e escrevo ao meu próprio ritmo, onde meto desde o que tenho que fazer no próprio dia, como receitas que já experimentei e não quero esquecer, listas de materiais, ideias para prendas de Natal ( sim, já ando a organizar essa parte).

É um Bullet Journal. E tenho tudo o que preciso no mesmo sítio, e não ando com 3 cadernos atrás de mim.

 

 Material

Ainda não compraram o material?

Se o vosso rebento vai pra escola pela primeira vez, para uma nova escola, para uma etapa nova (pré, 1°classe, 5°ano) é compreensível que não saibam bem o que comprar, que andem meio perdidos com as listas e com o que eles precisam. É desculpável que não tenham ainda passado pelos corredores do mundo encantado do regresso ás aulas. Mas...

Se têm uma noção básica do que eles precisam, nem que tenham a certeza só dos básicos como, lápis, canetas, mochila, cadernos ou dossier.. vão comprar JÁ. Não esperem pelo último dia, pela última semana, temos mais 1 semana e meia até começar, já deviam ter levantado esse rabiosque e estar a entrar na superfície comercial mais perto de vocês.

 

•Mochila

A escolha da mochila é uma dor de cabeça. Bonequinhos, risquinhos, bolinhas, o melhor super heróis da actualidade, a cor favorita... Não nos podemos esquecer que é um dos objectos mais importantes pois os moçoilos e as moçoilas vão carregar o peso sozinhos.

Aconselho a não escolherem as mochilas por impulso, que pensem bem na função que ela vai ter. Querem uma mala á tira colo? Uma mochila básica? Acolchoada ou não? As mochilas variam muito de preço, entre os 2€ e os 30/40€. Acho importante mesmo ver o que melhor se adapta ao corpo e ao peso da criança.  As minhas preferidas são as normais, alças ajustáveis e a partir daí posso deixá-los escolher o desenho ou bonequinho

 Para escolherem  e saberem mais sobre os vários tipos de mochilas espreitam este artigo sobre os tipos de mochilas e benefícios aqui 

 

Artigos de marca conhecida ou marca branca?

Depende do ponto de vista, da carteira de cada um e do bom senso. Um lápis de carvão n°2 é um lápis de carvão n°2. Seja 0,20€ seja 1.20€. Existem marcas brancas de boa qualidade que cumprem a sua função de qualidade/preço. Mas há escolas que já pedem -canetas de cor da marca X- e sabemos que se por acaso não for daquela marca ou de uma parecida provavelmente não irá ter a mesma durabilidade. Todos nós já compramos uns lápis nos chineses que não pintam e são os desprezados no meio da caixa dos lápis porque ninguém lhes toca. Eu aposto na marca branca mas dependendo dos produtos que tenho que comprar. 

Uma resma de papel...é papel.

 

Saldos e promoções

Apanhem e desfrutem das promoções no material escolar. Nos 50%, nos packs, nas embalagens económicas. Se formos a ver, a meio do ano já vai haver coisas estragadas inevitavelmente. Há crianças mais cuidadosas que outras e não estou a dizer pra comprarem a loja toda, mas em vez de comprarem 1 lápis, comprem já uns 3, ou uma caixinha que já trás alguns lápis a mais para acidentes que possam haver durante o ano.

 

• Roupa

Quem fala de roupa inclui também o calçado. Falo pela minha experiência, novo ano é sinónimo de novas botas da chuva, ténis, calças. Nesta idade eles crescem bem rápido e o calçado já não serve, o casaco ja fica curto nas mangas, as calças estão rotas no joelho.

-Esta semana é uma boa ideia para fazerem a escolha da roupa dos vossos rebentos, o ideal teria sido antes, em Julho-Agosto, para aproveitar os saldos claro. Mas mesmo agora, vão dar "uma volta na roupa", vejam o que serve e não serve. Façam uma lista do que precisam e mantenham-se firmes a essa lista. 

Já agora, doem o que não serve. Guardem pró irmão mais novo, para o primo, para aquele filho da amiga/da vizinha, doem á igreja da vossa região, ou metam no contentor destinado á roupa. Em último caso, metam direitinho ao lado do vosso contentor, alguém vai passar e precisar.

 

Horários e Rotinas

A minha parte mais importante, seja em que idade for. Usem um bocado do vosso frigorífico, uma parede da vossa casa, o que for. Colem o horário da vossa família, organizem uma estação de informação, nada muito chique, nada caro. Precisam de uma cartolina ou uma folha branca e alguns minutos no Pinterest a procurar e a ter ideias para o vosso cantinho. O meu está a ser remodelado, uma cartolina perto do frigorífico. Quando tiver tudo pronto eu mostro. 

 

• Paciência

Muuuuita paciência, ou porque estão em pulgas para entrar na escola, ou porque não querem que as férias acabem, por vezes andamos mais chatos do que os próprios rebentos. Deixem a coisa ir naturalmente.. 

 

 

Desculpem a ortografia, sei que me faltam acentos, e aos mais atentos até podem encontrar erros. Opá não stressem, há coisas bem piores.

E bom regresso às aulas para os pequenos! Mais um ano cheio de aventuras pra eles.