Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MãeTástica

Tenho 2 filhos com 1 ano de diferença entre eles. Sou mãe, dona de casa e neste cantinho conto as peripécias reais de uma família normal. Entrem comigo nesta aventura

MãeTástica

Tenho 2 filhos com 1 ano de diferença entre eles. Sou mãe, dona de casa e neste cantinho conto as peripécias reais de uma família normal. Entrem comigo nesta aventura

Disciplina: Mãe


É difícil ser mãe, não há os tais livros de instruções, há umas dicas aqui e ali mas cada bebé é diferente.  Acho que alguém devia de ensinar nas escolas além de educação sexual, algo relacionado com bebés e maternidade ou os cuidados a ter com crianças sei lá. Os requesitos para ensinar era.. ser mãe. Nada melhor que experiências reais tais como controlar feras pequenas e tentar contornar birras ou doidois.  Ensinar que no primeiro banho não se mete gel com espuma e não se aperta a esponja e vem quilos de espuma, em que o miúdo quando sai do banho parece o Pai Natal. (Erro de principiante) Cada dia é diferente e as vezes fico sem saber o que fazer. Preciso de umas luzes para conseguir educar estes seres para virem a ser boas pessoas e com valores. Não quero estar a criar reizinhos e adultos maus como se vêm tanto aí. Quero que sejam felizes e que lutem pelas coisas que querem, que respeitem o próximo.   Desde recém nascidos que notei diferenças nos dois. Ele usou chucha, ela não. Ele teve imensas colicas, eu segui todas as dicas e nada aliviava, ela não. Ele era chorão, ela era mais. Começaram a dormir a noite toda pelos 2 meses e meio 3 meses.Ele é calmo, gosta de estar no seu canto, ela é um furacão e odeia estar sozinha. É uma peganhenta só visto. Ele adora miminhos. Ela tem sempre a resposta na ponta da lingua, ele é mais molinho e tá sempre cansado. Pra andar, pra comer, pra montar Legos. Há coisas que não sei como reagir, não sei se estou a fazer bem mas e a única forma que sei. 

Ontem aconteceu uma situação que bloqueei completamente, fiquei sem saber como reagir, magoou-me o coração. Fiquei parada 5 segundos a olhar para ele e ele para mim, e retirei-me. Não disse uma palavra. Fui pra cozinha chorar. Respirar fundo e pensar em como resolver a situação. Pensei. Recompoe-te mulher, tens que dar o exemplo.

Bem. Estava a escrever unicórnio no livro da Tidi, ela pediu as letras do unicórnio. E o Rodrigo estava a nossa frente.

Ele comecou a copiar as letras ao contrário, como estava no campo de visão dele. Eu vi e disse calmamente, olha filho, isso assim é ao contrário. (Ele ficou chateado, odeia falhar) mas eu tava a tentar ensinar que não era preciso ele ficar assim chateado, é normal porque ele não sabia mas expliquei que se ele visse de frente as letras podia ver melhor, pra vir para o meu lado e ver as letras direitas. Foi ver e como estava frustrado porque se tinha enganado pegou no lápis e mandou pra cima da mesa com força interrompendo-me e gritou Cala-te! 

Fiquei em sentido, magoada e retirei-me como disse.

Recompus-me do choque e fiquei até feliz pela minha atitude, acho que gritar com ele naquele momento ia incitar a discussão e choro e eu era capaz de perder mesmo a paciência pela má educaçao. Como ficamos aqueles 5 segundos a olhar um para o outro eu acho que ele percebeu bem que fiquei magoada. 

O que faço nesta altura?. Pensava eu.

Como é que vou dar o exemplo em conseguir explicar que aquela atitude é feia? Não posso dar parte fraca, tenho que ser mãe agora a sério e não sei como reagir. Instruções please.... Fiquei sozinha a pensar. Uns minutos depois vem ele e eu digo-lhe.

Estou chateada com o que fizeste. Ele desata a chorar e a pedir desculpa.

Pedi-lhe para me explicar porque é que estava a chorar. Percebeu que não se grita assim, nem se manda calar assim uma pessoa. Pedi-lhe pra ele ir pelo seu próprio pe para o cantinho dos 4 minutos, pensar no que tinha feito de mal e se acha que foi uma boa atitude. Veio-me pedir desculpa depois. E percebeu que tem que controlar a raiva porque está a aprender e não sabe tudo. Demos muitos beijinhos, ficamos bem e ele compreendeu que eu não gostei da atitude de mau.

Não sei se fiz bem, não tenho instruções, sera que reagi da melhor forma?. Tô cheia de dúvidas. Devia mesmo de haver uma linha de apoio a mães com duvidas. Uma disciplina No minimo.

Entretanto vem a moça e ao beber o iogurte deixou cair umas pingas com a palhinha. Dei-lhe um paninho pra ir limpar as pingas que deixou cair.

IMG_20180417_175412.jpg

Só vou perceber se eduquei bem, quando eles tiverem 20 anos e isto der frutos de pessoas responsáveis e bem educadas.. estou a torcer pra não estar a fazer nenhuma asneiras daquelas. Ele como consequência foi ontem para a cor laranja e não vai ganhar o livro dos desportos no fim  da semana. 

Isto acontece com vocês? Ás vezes complica

10 regras de boa educação para crianças.


Educar é uma tarefa árdua. Para termos bons frutos temos que cuidar dos pequenos com afinco. É mais fácil ter uma planta (não no meu caso porque deixo morrer as flores TODAS.)

Hoje venho cá falar-vos das regras que tento ensinar aos pequenos. São basicamente regras de boa educação ou bom senso que tentamos incutir desde pequenos. É difícil mas to a esforçar-me ao máximo prometo!

Sem mais demoras. O meu papelinho na parede diz:

1- RESPEITAR OS OUTROS

-Trata os outros da mesma maneira que queres que te tratem.

-Dizer por favor, obrigado e desculpa.

-Ouvir o pai a mãe e os outros familiares adultos.

-Esperar pela sua vez.

 

2- SER HONESTO

-Sempre dizer a verdade.

-Não esconder coisas, dizer o que pensa e fazer o que se promete

 

3- SER RESPONSÁVEL

-Limpar o que suja, deixar as coisas como encontrou.

-Aceitar consequências dos seus actos menos bons

-Completar tarefas

-Cuidar das suas coisas

-Pedir ajuda e pedir desculpa (está repetida eu sei mas é para reforçar)

 

4- SER BONDOSO

-Pensar nos outros e não só em nós

-Fazer coisas boas para os outros e ajudar

-Ser positivo

 

5- FAZER BOAS ESCOLHAS / TOMAR BOAS DECISÕES

 

6- USAR AS PALAVRAS E COMUNICAR

-não gritar

 

7- RESPEITAR O ESPAÇO DOS OUTROS

 

8- NÃO RESPONDER MAL, BIRRAS É FEIO

 

9- FAZER O QUE SE PEDE, 

-Executar as suas tarefas e ser responsável (mais uma vez também)

 

10- NÃO DESISTIR

Tentar sempre dar o melhor de si. Quando não se consegue pedir ajuda e tentar de novo.

 

O desrespeito das regras tem consequências (normalmente um aviso de que está a desrespeitar uma regra e que pode ser descer uma cor na escadinha)

 

Claro que o ultimo é muito importante.

11- SER FELIZ

Alguém por ai com mais dicas para partilhar-mos?

 

Beijinhos